As Crianças e os Alunos

A criança e o aluno, entendido como um ser humano único e irrepetível, é o centro da actividade da escola, das aprendizagens, as quais devem ser diversificadas e devem contemplar a complexidade e os ritmos e necessidade de cada um. As necessidades individuais e específicas de cada aluno deverão, assim, ser entendidas na sua singularidade, já que a essas características singulares implicam formas próprias de aprendizagem e, consequentemente, de apreensão da realidade.

 

O objectivo prioritário da aprendizagem visa a reflexão sobre o seu processo de aprendizagem, potenciando o aprender a aprender, como processo de construção da sua identidade, criatividade e responsabilidade. Para tal, O CFA pretende imprimir o desenvolvimento de metodologias activas e inovadoras, que apelem à participação activa do aluno e favoreçam, dessa forma, aprendizagens significativas, concebendo a educação como um todo em torno dos quatro pilares do conhecimento, tal como são referidos por Jacques Delors: Aprender a conhecer, Aprender a fazer, Aprender a viver juntos e Aprender a ser.

 

As novas tecnologias de informação e comunicação assumem-se como instrumentos de trabalho habituais e quotidianos, consideradas como mais um elemento da aprendizagem partilhada.