Proactivo de recuperacion de archivos V7 3.101

ProactivoViver a Vida - Um ser ProactivoGestion Empresarial - Control Proactivo ReactivoInstantáneamente corregirlo y aprender de él stephen coveyStrada Trucks e-Magazine Edition #133 - IAA 2016 - Semptember 22-29 - Hannover - Germany -+- Daimler: Urban eTRUCK +++ Page 4 -- PROTAGONISTA SEMITRAILER - PALETE INTELIGENTE: Desde o primeiro momento que o ser humano iniciou a ampliar o seu raio de acção ou a tornar-se nómada, iniciava a necessidade de transportar bens, contando exclusivamente com o seu ombro. Naquele tempo, tratava-se principalmente de materiais para a construção do seu lar (cabana, palafita, etc.), utensílios, apetrechos e do resultado da caça, que se destinava à alimentação do seu agregado familiar e comunidade.-+- As bases do primeiro tractor, primeiro chassis, primeiro semitrailer e primeira palete… Tendo em consideração que um animal consegue rebocar mais peso de que suportar nas costas, a solução mais lógica passava pela construção de um “atrelado”. Utilizando dois longos paus, que serviam de longarinas e eram colocados um de cada lado do animal, nascia o primeiro chassis e, simultaneamente, surgia o conceito do primeiro semitrailer — considerando que uma extremidade destes paus estava presa ao dorso do animal e a outra rastejava no chão. -+- A invenção da roda Já naquela altura, o homem se preocupava com o excesso de consumo de energia e de emissões. Devido ao facto que os dois paus rastejavam no chão, além de se desgastarem rapidamente, provocavam uma elevada resistência mecânica, obrigando o animal a um esforço excessivo, que por consequência reduzia o seu rendimento e obrigava-o a comer e beber mais, em suma, mais consumo e mais emissões. A única solução passava pela invenção da roda, a qual contribuía pela diminuição da resistência mecânica. Com duas rodas, o chassis permitia construir uma maior zona de carga e claramente aumentar também o volume da mercadoria a transportar. O primeiro veículo automóvel A determinada altura, em 1769, iniciava a aventura dos veículos a motor. Nicholas Joseph Cugnot, um engenheiro militar francês, construía o primeiro protótipo de um automóvel (veículo capaz de se deslocar através de força própria), uma máquina para o transporte e reboque para a artilharia, a partir de um carro em madeira com três rodas e um motor a vapor com uma enorme caldeira, à frente da roda dianteira. Este veículo ficou conhecido como o “Fardier de Cugnot”. Um ano mais tarde, em novembro de 1770, Cugnot testava o seu “fardier”, quando, de repente, não conseguia dominar a travagem e acabava por embater contra um muro, causando danos ao veículo que lhe atrasaram o projecto e consequentemente, o obrigaram a cancelá-lo. Este embate, constou como o primeiro acidente automóvel do mundo. -+- O primeiro veículo automóvel a combustão interna Vários anos mais tarde, no verão de 1885, nas ruas da cidade alemã de Mannheim, Karl Friedrich Benz testava o seu triciclo “Benz Patent Motorwagen Nummer 1”, o primeiro veículo movido a motor a combustão interna, um monocilíndrico a 4 tempos de ciclo Otto, desenvolvido pelo próprio Benz. Durante o primeiro teste, numa demostração pública, teve algumas dificuldades em dominar o veículo e acabava por embater contra um muro, tal como Cugnot. A segunda apresentação correu melhor, sem incidentes, e no ano sucessivo criava a Motorwagen Model 2 e no 1887 a Motorwagen Model 3, que foi apresentada na Expo de Paris. O primeiro camião e o primeiro autocarro para passageiros Faltavam ainda pouco mais de 10 anos para vermos os primeiros veículos movidos a motor a combustão interna, inteiramente dedicados ao transporte de mercadorias, a circular pelas estradas. Até a este momento e por muitos anos ainda, depois do aparecimento dos veículos a motor, à parte o comboio e o navio, o único meio de transporte de mercadorias era constituído por carros ou carretas, naturalmente puxados por animais e, algumas vezes, até pelos homens. Ainda hoje, em muitas partes do mundo, esta continua a ser a realidade. Com uma visão extremamente futurista, mais uma vez foi Karl Benz, que em 1895 construiu o primeiro camião do mundo com motor a combustão interna, seguido, um ano depois, também pelo primeiro autocarro de passageiros do mundo, construído e modificado a partir de um seu camião, para a Netphener Omnibusgesellschaft, a primeira companhia de transportes de passageiros do mundo a utilizar um veículo com motor de ciclo Otto. Em 1896, também a Daimler-Motoren-Gesellschaft, fundada por Gottlieb Daimler, produzia o seu primeiro camião. -+- O trailer e semitrailer Hoje, o camião é um dos principais e mais importantes meios de transporte de mercadorias. Erroneamente, quando falamos em transporte rodoviário de mercadorias, associamos imediatamente à ideia do camião, esquecendo quase por completo o trailer e o semitrailer, mas em especial modo este último. De facto, a grande novidade e revolução no transporte é exactamente o semitrailer e é dele que vamos falar. -+- história do semitrailer Como já vimos, a invenção do conceito básico do semitrailer, se perde nos tempos, mas a construção do primeiro semitrailer da forma e uso como o entendemos hoje, também é um pouco confusa. Há quem afirme que foi em 1880 e ainda em 1881, antes do “Benz Patent Motorwagen Nummer 1” de Karl Benz. Há outros que garantem que o primeiro semitrailer foi construído em 1889 por Alexander Winton, um emigrante escocês nos USA, fundador da Winton Motor Carriage Company. Em 1898, Winton tinha acabado de vender 22 automóveis a vários clientes espalhados pelo país. Para entregar os carros aos respectivos clientes, em perfeito estado e sem uso de pneus ou de qualquer outro componente, não existindo nada para responder à sua necessidade, Winton decidiu criar um semitrailer plano acoplado a um veículo, de modo a poder transportar o automóvel — todavia, conseguia transportar somente um. ++ Em 1903, o alemão Ferdinand Emil Jagenberg estava preparando a construção da sua nova fábrica, respeitando os mais modernos princípios da logística daquela época, por isso, precisava de um tipo de veículo para transporte de mercadorias, que também não existia, tinha que ser composto por um veículo a motor com um semitrailer acoplado. Ele próprio iniciou uma série de experiências, numa das quais modificou um De Dion Bouton de 1903 e construiu o seu primeiro semitrailer registando a patente número 168659 em 21 de agosto de 1904 no Kaiserliches Patentamt. Este princípio, lhe confere o titulo de inventor e pai do conjunto tractor com semitrailer, da era moderna. Faltava somente o sistema de engate da “quinta roda”. Este foi inventado por Herman G. Farr, o qual, em 1915 iniciou o processo da patente, sendo-lhe aprovada em 1916, altura que se torna associado de Charles H. Martin formando a empresa Martin Rocking Fifth Wheel Co. Em 1882, com 14 anos de idade, o jovem August Fruehauf, filho de imigrantes alemães no estado do Michigan, deixava o ambiente rural da família para procurar fortuna na cidade de Detroit e iniciara a trabalhar como aprendiz de ferreiro, sendo desta forma que entrava no mundo dos transportes. No entanto, casava, a família crescia, iniciava a trabalhar por conta própria, perdia duas casas com negócio de ferraria devido a incêndios e em 1899, pela enésima vez, era obrigado a encontrar uma nova habitação e abrir uma nova ferraria. August Fruehauf trabalhava duro e apostava na qualidade, iniciava a produzir carros e carretas, em quantidade tal que em 1901 e novamente em 1912 era forçado a ampliar as oficinas e o negócio. ++ O semitrailer hoje Em muitas partes do mundo, para maximizar a rentabilidade energética e de muitos outros recursos, um único camião reboca dois semitrailer ou até mais, como é o caso do Brasil e da Austrália, por exemplo. Devido a leis de carácter duvidoso e com pouca base técnica, foram impostas limitações no comprimento e no peso total bruto dos conjuntos. Hoje, devido às dificuldades económicas que muitos países desenvolvidos enfrentam e a motivos ambientais, estamos a presenciar a uma tendência para rever estas imposições. Alguns países já rectificaram a sua legislação, como é o caso da Holanda, outros, por reticências políticas, ideológico-partidárias e domínios meramente sindicalistas, encontram grandes dificuldades em remodelar e rectificar estas legislações, a detrimento do interesse da sociedade em geral. ++ Informação versus desinformação É claro que cabe aos jornalistas especializados e competentes neste sector, através dos seus meios de comunicação, juntamente aos construtores de veículos e aos transportadores, organizar sessões informativas e esclarecedoras, de modo que a sociedade possa ter uma ideia limpa e objectiva, livre de ruído, sobre este tema de vital e estratégica importância para a economia do país, com um peso extremamente significativo e inimaginável no que concerne a empregabilidade, positivamente e absolutamente relevante a nível de impacto ambiental, bem como na salvaguarda das vias de comunicação e na segurança rodoviária. ++ Necessitamos Na realidade estamos falando de dois sistema diferentes e complementares, e não de soluções melhores ou piores! Nem queremos pensar em falar de um sistema que se destina a sustentar outros… (veja-se o que aconteceu na Bélgica com a taxa ao quilómetro em todas as estradas). Na realidade necessitamos de mais fiscalização, para garantir maior segurança e respeito, mas necessitamos também de mais liberdade e menos regras utópicas e desactualizadas, que não permitem a evolução, o desenvolvimento e a sustentabilidade do sector. Necessitamos de educar e não reprimir. Com a repressão criamos asfixia e damos aso ao dumping e à transgressão indiscriminada. Necessitamos urgentemente de modernizar o sistema de transporte, implementando o sistema EMS (European Modular System) mais conhecido pelos conjuntos de 25,25 metros. Todavia, este seria o primeiro passo, porque na realidade o que precisamos realmente para ser competitivos e realistas, são os sistemas modulares “Duo2”, conjuntos de 32 metros, ou seja, um tractor 6x4 e dois semitrailer com um dolly. ++ EMS, EuroCombi, Lang LKW, LHV, LZV Tendo em consideração que a regulamentação para a livre circulação em território europeu, cada conjunto é limitado a um peso bruto total de 40 t, distribuído sobre 5 eixos (no mínimo), sendo as dimensões máximas de comprimento de 18,75 m para camião com trailer e 16,50 para tractor com semitrailer — todo o resto é considerado transporte especial e sujeito a taxas e permissões. Na Suécia, Finlândia, Dinamarca e Holanda, o EMS circula normalmente e o seu limite do peso bruto total de 60 t, distribuído sobre 8 eixos (no mínimo) e as dimensões máximas de comprimento de 25,25 m, enquanto na Alemanha ainda está a ser testado o EMS com 40 t e somente em alguns estados… porque outros consideram que está bem como está e não é necessário mudar nada. Para o sistema modular com dois semitrailer (2 módulos longos), que já está a ser testado e tomado em consideração como uma solução muito válida pelas autoridades suecas, o comprimento é de 32,00 m com o peso bruto total de 80 t, distribuído sobre 11 eixos (no mínimo). Na Suécia, estão a ser ponderadas também combinações EMS compostas por 3 módulos curtos e por 1 módulo longo com 2 módulos curtos. +++ Page 26 -- Kögel O futuro dos transportes -+- O construtor de trailer e semitrailers Kögel, está pronto para enfrentar o futuro com uma mão cheia de novidades, que serão apresentadas ao público em ocasião da 66ª edição da IAA Commercial Vehicles em Hannover em setembro próximo. O inovador semitrailer Kögel Light Plus, o trailer Kögel Combi com eixos centrais, o Kögel Swap Mega, o Kögel Trailer Axle – KTA, depósitos de ar integrados nos eixos, faróis com sensores integrados e muito mais. Segundo Thomas Eschey, director geral de produção e tecnologia da Kögel, «A partir de 2020 quando será introduzida a taxa sobre CO2, o semitrailer mais leves serão os verdadeiros protagonistas do mundo do transporte e nós, com o Kögel Light Plus, oferecemos um veículo com mais payload, menor TCO e menos emissões de CO2.» ++ Com o Kögel Light Plus, a marca alemã apresenta uma nova geração de curtainsider, um veículo completamente novo, estudado especificamente para ir ao encontro dos transportadores, mais leve e com maior altura no interior. O Kögel Light Plus, comparativamente ao modelo anterior, consegue atingir os 4.775 kg oferecendo um plus no payload equivalente a 335 kg, dependendo da personalização dos equipamentos — na versão base a tara é de 5.145 kg. ++ O novo eixo KTA (Kögel Trailer Axle) que será disponível para encomenda e entrega a partir da IAA em Hannover, representa o resultado da análise das sugestões dos clientes e das opiniões dos engenheiros relacionados com o desenvolvimento de produto, acumuladas desde a última exposição da IAA em 2014. O resultado é um sistema de chassis integrado de elevada durabilidade e baixa manutenção, que no futuro representará a coluna vertebral dos veículos Kögel, os quais permitirão suportar cargas muito superiores. ++ A Kögel amplia a sua gama de veículos para o transporte intermodal, introduzindo no mercado o completamente novo trailer Kögel Combi de dois eixos centrais, com um chassis muito estável e de peso reduzido (2.950 kg), desenvolvido expressamente para o transporte de containers ISO de 20 pés e Swap Bodies com comprimento máximo até 7,82 metros (C715, C745 e C782). O comprimento total do Kögel Combi é de 9.600 mm e a distância entre os eixos é de 1.810 mm. ++ Kögel Swap Mega é o novo Swap Body para grandes volumes C782 cortinado nos lados e na parte posterior, desenvolvido de raiz, que se vai juntar à família de Swap Bodies produzidos pela Kögel. A principal característica deste Swap Body, reside no facto de ser muito leve, 2.420 mm, e que o tecto pode ser levantado até 3.300 mm, possibilitando a carga e descarga de mercadoria com uma altura de 3.000 mm, seja nos lados como também na parte traseira. As pernas de apoio oferecem uma altura de 970 mm. ++ Kögel Cargo Rail é a solução mais apropriada para o transporte multimodal: estrada, ferrovia e navio. Recentemente, a CLdN Cargo BV de Rotterdam adquiriu 100 novos veículos deste modelo para a renovação do seu parque de mais 800 veículos, destinados o serviço porta-a-porta no tráfego short sea, da e para o Reino Unido, Irlanda, Portugal e Escandinávia, além dos serviços logísticos e de expedição para todo o território europeu utilizando a estrada e a ferrovia. ++ Mais novidades, residem na rede de retenção lateral que pode substituir as tradicionais ripas em alumínio ou em madeira, com uma capacidade de retenção de 600 daN. Os grupos ópticos traseiros, são agora também disponíveis com luzes LED e com sensor de aproximação. Muito útil nas fases de aproximação às rampas de carga. Durante as manobras de aproximação ao cais, quando o veículo se encontra numa fase muito próxima do obstáculo, as luzes de direcção iniciam a piscar em sinal de perigo, de modo que o motorista as possa ver através dos espelhos retrovisores. Proximamente, o sinal luminoso poderá ser simultaneamente acompanhado de um sinal acústico no interior da cabina. +++ Page 46 -- Schmitz Cargobull: Forte crescimento novos produtos em casa Schmitz. -+- O leader europeu entre os construtores de trailers e semitrailers está cada vez mais sólido e economicamente forte. A estratégia da Schmitz-Cargobull sempre foi a de fornecer o melhor produto, ser fiável e proporcionar o melhor serviço. Em ocasião da 66ª edição da IAA em Hannover a Schmitz Cargobull mostrará um conjunto de grandes e surpreendentes novidades. A disciplina e o rigor imperam em casa Schmitz e os resultados para o período 2015/2016 (entende-se, até 31 Março de 2016) são claramente visíveis. Em termo de veículos produzidos o crescimento actual corresponde a 14%, sendo que pa­ra os modelos S.KO (box semitrailer) e S.CS (curtainsider semitrailer) o crescimento é su­perior ao 22%, com quase 50.000 veículos produzidos. ++ Full Service: O cliente já não se quer preocupar com a assistência, oficinas, manutenção, etc., quer ser bem servido e ter apoio em qualquer lado, a qualquer hora e em qualquer dia, sem ter surpresas. A Schmitz Cargobull fornece este apoio e é por isso que os seus clientes escolhem cada vez mais os contratos Full Service. ++ Neste momento, com mais de 35% de crescimento, 80% dos veículos que saem das linhas de montagem da Schmitz Cargobull são equipados com telemática, enquanto 20% são equipados a seguir. Dos veículos equipados com telemática, 60 % são S.KO (Cool semitrailer) e 40% são S.CS (Curtainsider semitrailer) e S.PR (semitrailer de plataforma). ++ Por exemplo, com o pack S.KO COOL EXECUTIV o veículo frigorífico é equipado de série directamente da fábrica com a unidade de refrige­ração da Schmitz Cargobull, com o equipamento telemático incluindo os sensores básicos, serviço técnico proactivo, Full Service durante 24 meses para a unidade de refrigeração e serviço telemático. ++ O pack S.KO COOL EXECUTIV ofe­rece um contrato Full Service, cobrindo manutenção e re­paração de avaria em toda a Europa. ++ O serviço completo Schmitz Cargobull significa também fornecer equipamentos de re­frigeração ou pneus, neste momento, na Alemanha, 37% dos veículos vendidos pela Schmitz Cargobull, são equi­pados com pneus da casa, pneus Schmitz Cargobull! Em setembro em ocasião 66ª edição da IAA em Hannover, a Schmitz Cargobull lançará um novo serviço para os clientes que irão adquirir o S.CS Curtainsider, se trata do S.CS CURTAINSIDER EXECUTIVE, um pack completo com as se­gu­intes características: o equi­pa­mento terá SCB eixos ROTOS e SCB pneus 385/65R 22.5 (SCB - Schmitz Cargo­bull); os serviços irão incluir Trailer Full Service, Tyres Full Service (pneus), TrailerConnect telematics system, Euroservice, Financing (possibilidade de obter financiamento); as op­ções integradas serão o Tyre pres­sure control system (sistema de controlo da pressão dos pneus), Telematics hardware (equipamento telemático), base do plano de carga colado; a duração do contrato poderá ser escolhida entre a de 36, de 48 ou de 60 meses — em cada um destes contratos, o cliente poderá ainda optar por aplicar a forma de pagamento que mais achar apropriado, pagamento único ou com uma mensalidade definida. +++ Page 10 -- O pack S.CS CURTAINSIDER EXECUTIVE iniciará com o renomado semitrailer S.CS UNIVERSAL e será possível tê-lo pronto a ser levantado na fábrica, em apenas 18 horas depois do pedido feito! Numa primeira fase, este pack será oferecido para o mercado da Alemanha, Bélgica, Holanda, Luxemburgo e Hungria. Para o resto da europa está ainda em preparação e entrará em funcionamento muito em breve. ++ Schmitz Cargobull Telematics – serviço de valor acrescentado Recentemente, a Schmitz Cargobull lançou um novo portal online, um inovativo portal 2.0, onde os clientes poderão aceder de forma rápida e simples e interagir com os seus dados, graças à moderna es­trutura da base de dados e da gestão da central telemática. Esta aposta reflete-se no considerável crescimento das vendas no sector da Telemática. Um das novidades mais esperadas na 66ª edição da IAA, em Hannover, é o novo semitrailer S.CS Mega. A flexibilidade do S.CS Mega é-lhe conferida pela características tecnológicas herdadas do GENIOS, sendo a altura interna variável, a mais preponde­rante. ++ A segurança e inviolabilidade da mercadoria são factores de extrema importância na actual conjuntura económica e social. O furto, o vandalismo, a ma­ni­pulação e a alteração das características da mercadoria transportada através da introdução de produtos tóxico são o perigo da actualidade, especialmente no que diz respeito produtos alimentares. Por isso, para os veículos a temperatura controlada “.KO”, a Schmitz Cargobull desenvolveu um no­vo sistema de bloqueio de portas: o LS3 (equipamento standard no pack S.KO COOL EXECUTIVE). Este sistema é pra­ticamente uma fechadura electrónica, totalmente invisí­vel, que só pode ser aberta, mediante introdução de um código PIN de 4 dígitos. ++ Para o transporte de asfalto, a Schmitz Cargobull tem agora uma nova banheira arre­don­dada em aço (S.KI), isolada termicamente e com tempera­tura controlada. O material uti­lizado para a isolação é de elevada qualidade, robustez e durabilidade. A estrutura iso­lante tem cerca de 60 mm de espessura e comporta um in­cremento de peso de 360 kg. A espessura do aço da ba­nheira pode ser seleccionada entre as de 3,2 mm, 4 mm e 5 mm. ++ Com a internacionalização, a Schmitz Cargobull necessitava de produzir veículos para todas as missões e para todos os tipos de terrenos. Em Hannover, a Schmitz apresentará os novo semitrailers para os mercados extra europeus que ficarão sob a insígnia de “General Cargo Trailer-Generation S.HD”. +++ Page 70 -- FLEXBOX: Humbaur investe no futuro. -- A distribuição urbana e interurbana vai ser a aposta da Humbaur, um dos maiores construtores de trailers e semitrailers na Europa, a partir da 66ª edição da IAA Commercial Vehicles em Hannover em setembro próximo. As soluções para a distribuição, além de trailers e semitrailers, abrangerão também as caixas, carroçarias e sobre-estruturas dos veículos destinados a este tipo de missões. Um nicho de mercado cada vez mais importante e em crescimento. +++ Page 14 -- RETA: frigorífico da Lecinhena. A Lecitrailer, fabricante espa­nhola representada a nível na­cional exclusivamente pela Re­ta, apresenta um novo modelo de semirreboque frigorífico com chassis aligeirado, dando assim resposta às exigências e necessidades do mercado na­ci­onal. +++ Page 80 – Urban eTRUCK: A Daimler Trucks apresentou, em Estugarda no passado dia 27 de julho, o Mercedes-Benz Urban eTruck, o primeiro ca­mi­ão totalmente elétrico com um pe­so bruto total de 26 tonela­das. No futuro, os camiões elé­tricos se­rão utilizados nas ope­ra­ções de distribuição urbana, com ze­ro emissões e muito si­len­ci­o­sos. +++ Page 86 -- Volvo Trucks: À conquista do mundo the iron knight. O The Iron Knight é o resultado de uma cooperação única en­tre técnicos, engenheiros e de­signers da Volvo Trucks. Com exceção do motor e da respetiva caixa de velocidades I-Shift Dual Clutch de série, o camião é totalmente personalizado. Com 2.400 CV ao dispor, o ca­mião tentará alcançar novos recordes internacionais de ve­lo­cidade. A 24 de agosto, as ten­tativas de recorde serão mos­tradas no canal de You­Tu­be da Volvo Trucks. +++ Page 90 -- Shell: A revolução nos óleos. A Shell apresentou recentemente, a nova tecnologia PurePlus, um processo que permite transformar gás natural num óleo de base sintética. Um evento que decorreu na Casa da Música, no Porto e contou com a presença dos principais responsáveis da marca, vários convidados e imprensa local e especializada. +++ Page 94 -- Escola Europeia de Short Sea Shipping: 10º aniversário. Este ano, a Escola Europeia de Short Sea Shipping – 2E3S.eu – alcança um marco decisivo completando 10 anos de exis­tência. Para comemorar o a­con­tecimento, a Escola está a organizar um jantar de gala no Museu Marítimo de Bar­ce­lona no dia 29 de setembro de 2016. +++ Page 98 -- Fulda: Trailers com novo pneu. A Fulda está a aumentar as op­ções disponíveis de pneus de ca­mião com o lançamento de um tamanho adicional à sua ga­ma de pneus de atrelado Eco­tonn 2, no tamanho 435/ 50R19.5. O lançamento do no­vo pneu pretende dar res­posta às necessidades do mercado e complementa a gama abrangente de pneus de ca­mi­ão Fulda.PetOne » Dog FoodMantenimiento ProactivoProactive monitoring and maintenance in wind turbinesU.S. Army Spc. Joshua Miller, Joint Task Force-Bravo Medical Element medical logistics specialist, and Sgt. Jeffry Gomez, JTF-Bravo MEDEL dental technician, fulfill prescription orders during a Medical Readiness Training Exercise operation in Trujillo, Honduras, July 29, 2016. During MEDRETEs, personnel from every section of MEDEL come together to help accomplish the mission of delivering medical care in austere conditions, promoting diplomatic relations between the U.S. and host nations in Central America, and providing humanitarian and civic assistance via a long-term proactive program./oaxaca 2006 conflicto/| define conflicto proactivo medio oriente wikipediaIndacochea & Asociados nuevamente entre los mejores Estudios Jurídicos de Latinoamérica palestina e israel wikipediaStilo Radio – Texcoco de Mora, Méx. Estacion de Radio web,Casa Productora de Radio y Video por crecimiento solicita personal: Promotor Comercial Proactivo, con Alto liderazgo, posea Experiencia en ventas minimo 2 años comprobable en areas de negocios, Comunicación efectiva, deProactivo reactivo 7 hábitos para la ente altamente efectiva Stephen CoveyImage is not availableSCM Predictivo – Mantenimiento Predictivo y Proactivo, Analisis de Vibraciones, Termografia, Ultrasonido y AceitesComo migrar seu sistema de Help Deskconflicto judios e israelitasCrecimiento proactivo.definicion real e irreal/oaxaca 2006 conflicto/| define conflicto proactivo corea norte corea sur causas/oaxaca 2006 conflicto/| define conflicto proactivoLecturas crecimiento personal de Noticia-VenezuelaPersona o empresa Líder proactivo, honesto, responsable y organizado.  Con metas concretas y dispuesto a generar ideas y materializar el proyecto de una manera profesional Puede o no estar interesado en la capacitación ofrecida en el PFCVP Tener compromiso con el proyecto Seguir  el manual de procedimientos para la producción de Ciclos ECV (facilitado por la coordinación a nivel nacional) Plantear metas anuales, bimensuales o trimestrales Trabajar en equipo Documentarse sobre todo lo relacionado con el proyecto About Usmonitoreo hosting webSegurança de redePrograma Bandera Azul Ecologica¿Planificas sobre la realidad? el poker plan te ayudará!RadioActivo 9: Vida en otros planetas y la NASATrabajo en Vendedor Empleo en Vendedor en Panamá www.estascontratado.comArchitectural Fabricators Helping Kids This ValentinesThe Art of ListeningLocal Bliss on Pantone Canvas GalleryBizClik MediaCírculo de influencia Círculo de preocupaciónMexico Supplier Quality Management. Supplier Quality Control in Mexico by AMREP MexicoMexico Supplier Quality Management. Supplier Quality Control in Mexico by AMREP Mexico
  • domna-new

    Domna Inês

    É com grande orgulho que a ego apresenta uma nova marca para o mercado gourmet.
    O design do novo azeite virgem extra - Domna Inês Signature, combina uma aparência luxuosa e exuberante, que faz jus a um azeite de excelência produzido no Alentejo.

Acreditamos no poder de uma boa imagem.

EGO, design e publicidade!

O design assume-se cada vez mais no centro das nossas vidas, numa crescente amplitude de meios, onde só o melhor salta ao olhar distraído do cidadão comum. É com base neste pensamento que a Ego – agência de Design e Publicidade se apresenta ao mercado.
Temos visão no futuro, e na nossa abordagem o design revela-se como um componente estratégico no desenvolvimento do projecto que acompanha todo o processo, desde a ideia inicial até à sua implementação.

Desde 2002, temos espalhado marcas um pouco por todo o mundo, através do design para produtores de vinhos, stands, sites, revistas, logótipos entre outros, procurando sempre a satisfação total dos nossos clientes. A compreensão do produto, do serviço, dos objectivos do cliente e do público alvo é traduzida numa solução utilizando diferentes meios.
Acreditamos que a ocasião pode fazer um cliente. Mas, um cliente satisfeito nunca é um cliente de ocasião. Acima de tudo, acreditamos em nós. Ponha-nos à prova!